O DELICADO DESAFIO DIALOGAL EM TEMPOS SOMBRIOS DE INTOLERÂNCIA

Faustino Teixeira

Resumo


Não é fácil o trabalho de pensar e criar canais específicos de luta contra a intolerância em nossa história. São tempos sombrios, de insulamentos dogmáticos e intolerâncias de todas os matizes. O diálogo se impõe como exigência fundamental, como passo essencial para a sobrevivência. E há que alagar sua visada, ampliar o seu campo, envolvendo agora toda a criação. É o que podemos chamar de malhas da hospitalidade. Estamos todos envolvidos numa teia complexa de relações e há que estar atento para perceber isto e lutar em favor da preservação do criado. O diálogo é essencial, exigindo de cada um disposições peculiares para a sua inscrição no tempo: a consciência da humildade, o respeito pela alteridade e a firmeza de convicções, sempre abertas para as surpresas do Mistério. Como desafio essencial, o habitar espiritualmente a Terra. Em sua encíclica sobre o cuidado da casa comum, Laudato si, o Papa Francisco fala em espiritualidade ecológica, que pressupõe paz interior e o cuidado com a vida e a criação. Não pode haver a abertura que se exige sem paz interior, uma paz que se irradia a partir de um mundo interior equilibrado e harmônico. Assim, desdobra-se, naturalmente, uma dinâmica de cuidado essencial que se traduz num amor solidário e hospitaleiro. É o que se buscará desenvolver neste artigo.


Texto completo:

PDF

Referências


BARTHOLOMEUS I. Nostra madre terra. Magnano: Qiqajon, 2015.

BOFF, Leonardo. Do iceberg à arca de Noé: o nascimento de uma ética planetária. Rio de Janeiro: Garamond, 2002.

BOFF, Leonardo. Reflexões de um velho teólogo e pensador. Petrópolis: Vozes, 2018.

BERGER, Peter. Os múltiplos altares da modernidade. Petrópolis: Vozes, 2017.

BRUM, Eliane. Diálogos sobre o fim do mundo. El país, 29 out. 2014. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2014/09/29/opinion/1412000283_365191.html. Acesso em: 15 dez. 2014.

DANOWSKI, Débora; VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Há mundo por vir? Ensaio sobre os medos e os fins. Florianópolis; São Paulo: Cultura e Barbárie: Instituto Socioambiental, 2014.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs 1. 2. ed. São Paulo: Editora 34, 1995.

DESCOLA, Philippe. L´ecologia de glialtri. L´antropologia e la questione della natura. Roma: Linaria, 2013

DESCOLA, Philippe. Outras naturezas, outras culturas. São Paulo: Editora 34, 2016.

DESPRET, Vinciane; PORCHER, Jocelyne. Êtrebete. Paris: ActesSud, 2007.

DÔGEN, Maître. Shôbôgenzô. La vrai Loi, Trésor de l´Oeil. Paris: Sully, 2005. v.1.

FORTE, Bruno. Teologia in dialogo. Milano: Raffaello Cortina Editore, 1999.

FOX, Matthew. La spiritualità del creato. Manuale di misticaribelle. San Pietro in Cariano: Gabrielli, 2016.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método II. Petrópolis: Vozes, 2002.

HAROUCHE-BOUZINAC, Geneviève. “Supondo que seja necessário ligar a amizade à hospitalidade”. In: O livro da hospitalidade. Acolhida do estrangeiro na história e nas culturas. São Paulo: Senac, 2011.

HART, Patrick & MONTALDO, Jonathan. Merton na intimidade. Rio de Janeiro: Fisus, 2001.

HESCHEL, Abraham Joshua. L´uomo non è solo: una filosofia della religione. Milano: Mondarori, 2001.

IGREJA CATÓLICA. Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso. Diálogo e anuncio. Petrópolis: Vozes, 1991. 63p. (Documentos pontifícios ; 242)

IGREJA CATÓLICA. Papa (2013- : Francisco);; FRANCISCO Papa. Exortação apostólica Evangelii Gaudium : 'A alegria do Evangelho' do Papa Francisco ao episcopado, ao clero, às pessoas consagradas e aos fiéis leigos sobre o anúncio do evangelho no mundo atual. São Paulo: Paulinas, c2013. 230 p. (A voz do Papa).

IGREJA CATÓLICA. Papa (2013- : Francisco). Carta encíclica Laudato Si': sobre o cuidado da casa comum. São Paulo: Paulinas, 2015. 197 p.

INGOLD, Tim. Estar vivo: ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Petrópolis: Vozes, 2011.

KOHN, Eduardo. How forests think: toward an antropology beyond the human. Los Angeles: University of California Press, 2013.

KOHN, Eduardo. Comment pensent les forêts. 2. ed. Zona sensible, 2017.

KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. A queda do céu: palavras de um xamã Yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

KRENAK, Ailton. Encontros. Rio de Janeiro: Azougue, 2015.

LATOUR, Bruno. Enquête sur le smodes d´existence: une anthropologie dês modernes. Paris: La Découverte, 2012.

LATOUR, Bruno. Face à Gaia: huit conférences sur le nouveau régime climatique. Paris: La Découverte, 2015.

LUCCHESI, Marco. Guerras de religião? O Globo, 3 dez. 2014. Disponível em: https://oglobo.globo.com/opiniao/guerras-de-religiao-14722384. Acesso em: 16 dez. 2014

MACIEL, Maria Esther. O animal: ensaios de zoopoética e biopolítica. Florianópolis: Editora UFSC, 2011.

MONTANDON, Alain (Ed). O livro da hospitalidade. Acolhida do estrangeiro na história e nas culturas. São Paulo: Senac, 2011.

MONTANDON, Alain. A difícil e necessária dádiva da reciprocidade. IHU-Online, São Leopoldo, v. 16, n. 499, p. 34-37, dez. 2016.

PANIKKAR, Raimon. Dialogo interculturale e interreligioso. Culture e religioni in dialogo. Milano: Jaca Book, 2013. v.2

PANIKKAR, Raimon. Religion (Dialogo intrarreligioso). In: FLORISTAN, Casiano; TAMAYO, Cristiano (ed.). Conceptos fundamentales del cristianismo. Madrid: Trotta, 1993.

PAZ, Octavio. O arco e a lira. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

RICOEUR, Paul. Etatactuel de laréflexion sur l´intolérance. In: ACADÉMIE UNIVERSELLE DES CULTURES. L´intolérance. Paris: Bernard Grasset, 1998.

RILKE, Rainer Maria. Cartas a um jovem poeta. 4. ed. São Paulo: Globo, 2013.

RILKE, Rainer Maria. Elegias de Duíno. 6. ed. São Paulo: Globo, 2013.

TICH NHAT HANH. Lettera d´amore alla madre terra. Milano: Garzanti, 2016.

TILLARD, Jean-Marie Roger. Dialogare per non morire. Bologna: EDB, 2001.

TILLICH, Paul. Le christianisme et les religions. Paris: Aubier, 1968.

VAN NISPEN, Christian; SEVENAER, Tot. Cristiani e musulmani Fratelli danti a Dio? Venezia: Marcianum Press, 2006.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Encontros. Rio de Janeiro: Azougue, 2008.

WEIL, Simone. A la espera de Dios. 3. ed. Madrid: Trotta, 2000.

WEIL, Simone; BOUSQUET, Joê. Corrispondenza. Milano: SE SRL, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.